Shadows: Awakening – É Diablo… mas não é

Por

02 de nov de 2018 ás 11h00

nota

7

/ 10

Esta aventura leva a uma nova dimensão sombria, Shadows: Awakening – que pode parecer, à primeira vista, um imitador de Diablo, traz uma nova e única rotação ao gênero de RPG isométrico single player.

Você encarna nas vestes fantasmas de um demônio convocado do Reino das Sombras – conhecido como “Devorador” – como o principal personagem jogável. O objetivo é ressuscitar um grupo de heróis mortos que você pode controlar no mundo mortal como fantoches. O mundo de fantasia dos Heretic Kingdoms é seu para explorar enquanto embarca em uma aventura ousada que envolve uma jogabilidade desafiadora.

Este é o primeiro dos jogos da série Heretic Kingdoms a chegar a plataformas caseiras em amplo espectro, e é uma nova experiência, com conhecimentos profundos envolvendo várias aventuras e vários locais diferentes para explorar. O enredo mostra membros de um conselho secreto conhecido como Penta Nera sendo exterminados e suas almas consumidas pelos Devoradores demoníacos. Você tem a opção de lutar para salvar o reino ou arruiná-lo completamente.

A jogabilidade é muito semelhante ao clássico Diablo – você escolhe sua especialização de três diferentes classes de fantoches, cobrindo guerreiro genérico, ladrão e portador da magia. Seu boneco principal é um dos três personagens únicos, mas ao longo do caminho você pode alegremente pegar as almas de vários heróis de cada uma das classes e alternar entre eles à vontade. A lista é diversificada e traz variedade ao modo como você lida com cada luta – de um DPS até um Tank zumbi, as combinações são divertidas de se experimentar.

Há também uma quantidade estonteante de armaduras, bugigangas e armas que podem ser encontradas ou compradas, equipadas e encantadas com várias essências que adicionam mais opções táticas para se adequar ao modo como você joga. Investimos pesadamente em buffs de reposição de vida, mas você pode optar por uma configuração mais agressiva e com melhor desempenho – a alegria está na grande quantidade de opções que você tem e na liberdade de ativá-las a qualquer momento.

Todos esses detalhes significariam pouco se o combate não fosse fluido, já que a maior parte do tempo você estará despachando inimigos grandes e pequenos com uma variedade enorme de ataques (incluindo magia), corpo-a-corpo e armadilhas. Controlar a luta é rápido e fácil com diferentes ataques de mana mapeados nos botões de face, enquanto um deles fica por conta do ataque básico do seu personagem, que é infinito, mas pode precisar de alguns segundos para recarregar. De acordo com a armadura, há uma grande variedade de habilidades para escolher, e cada uma delas pode ser atualizada gastando pontos de habilidade conforme você sobe de nível. Novamente, ter três fantoches e o Devourer, cada um com suas habilidades, significa que você pode utilizar grandes e variadas combinações para derrubar inimigos diferentes, dos mais fáceis aos mais difíceis.

Segmentar os inimigos com o analógico direito é útil, já que o bloqueio automático às vezes se concentra em um cenário destrutível quando você realmente quer matar o lobisomem furioso que está atacando você. E falando em cenários destrutíveis, há uma variedade de potes, barris e caixas nos quais você pode encontrar prata para gastar com os traders. Existem inúmeros fornecedores onde você pode estocar equipamentos – incluindo os comerciantes de sombras no reino das trevas, que só são acessíveis ao Devorador.

De fato, o verdadeiro ás na manga de Shadows: Awakening é o reino dual. Ser capaz de pular entre as realidades “Shadow” e “Mortal” com um clique no botão de ombro traz toneladas de jogabilidade extra ao jogo. No reino das sombras (quando se joga como Devorador), as coisas no reino mortal ainda são visíveis em destaque, o que permite um ótimo jogo tático, onde você pode mudar de reino para contornar inimigos e depois voltar atrás para um ataque furtivo. Os mapas têm diferentes rotas disponíveis apenas em um reino, então um pontilhão quebrado no reino mortal pode ser uma ponte funcional no reino das sombras, permitindo acesso a novas áreas.

Em termos de história, os três principais personagens heróis têm diferentes caminhos, então há um fator replay bem bacana para quem quer conhecer cada detalhe da história do game. Além do mais, o conjunto de troféus e conquistas exigirá um compromisso sério se você quiser completar todos.

O que se destaca em Shadows: Awakening é o fato de que todo o diálogo ao longo do jogo é realmente bem expressado, incluindo os tons icônicos do clássico Doctor Who – Tom Baker – que realmente dá vida ao Devourer. O lore pode ser encontrando espalhado em vários volumes pelo mundo, o que ajuda aqueles que não se aventuraram nos Heretic Kingdoms antes no PC.

Os elementos de quebra-cabeças do jogo também estão muito bem feitos. É claro que há a famigerada plataforma de pressão com bloco móvel, mas também há puzzles gigantes no melhor estilo Marble Madness e alguns truques e armadilhas baseados em runas bacanas que requerem troca de reino para encontrar ou desbloquear caminhos.

Infelizmente, há alguns problemas aqui, incluindo a enorme confusão dos menus de gerenciamento de inventário, com os quais você passará muito tempo se quiser aproveitar ao máximo o seu grupo de personagens. Temos sido mimados pela fluidez ​​de Diablo, mas para ser justo, esse sistema foi aperfeiçoado em várias iterações.

O jogo também mostra suas limitações em interações de diálogo. Por exemplo, quando estávamos controlando uma marionete feminina, houve uma interação de cenário que deu ao nosso personagem uma voz masculina. Nenhum desses problemas relativamente pequenos estragam a experiência, mas juntamente com uma trepidação de tela ocasional e um par de vezes quando o save é recarregado incorretamente, são problemas bem chatos e incômodos.

Conclusão

Shadows: Awakening é um RPG de ação que traz uma nova dimensão ao formato de Diablo. É uma ótima opção para quem procura um fantástico jogo e não se importa com ele consumir seu tempo e, embora tropece ocasionalmente, oferece muitas horas de jogos de hack-‘n’-slash e lore bem divertidos.

Ação, Action, Estratégia, Games Farm, Hack 'n' slash, Heretic Kingdoms, Isometric, Isométrico, Kalypso Media, RPG, Shadows: Awakening, Strategy,