• Ínicio
  • >
  • Filmes
  • >
  • Reviews
  • >
  • O Artista do Desastre – Análise – A melhor atuação de James Franco sobre o pior filme já feito

O Artista do Desastre – Análise – A melhor atuação de James Franco sobre o pior filme já feito

Por

11 de fev de 2018 ás 04h38

nota

8

/ 10

O Artista do Desastre é um filme estrelado e dirigido por James Franco baseado em outro longa-metragem lançado em 2003 intitulado “The Room”, conhecido por ser um dos piores filmes já feitos na história do cinema

Na trama acompanhamos a história de Tommy Wiseau (James Franco) e de Greg Sistero (Dave Franco), aspirantes a atores tentando desesperadamente alcançar o estrelato em Hollywood. Decidindo ir para Los Angeles em busca do tão aguardado lugar na calçada da fama como atores profissionais, os dois são frustrados nesse objetivo fazendo com que Tommy tenha a idéia de criar, atuar e dirigir o seu próprio filme

A partir daí, James Franco consegue transmitir todo o lado surtado e conturbado de Tommy Wiseau dentro dos bastidores de uma produção, desde o relacionamento pessoal com Greg até as divergências criativas com a produção, composta de muitos atores já conhecidos como Josh Hutcherson, Zac Efron, Seth Rogen entre outros

A relação de Greg e Tommy é uma das melhores coisas do filme. James e Dave conseguem cativar o público e fazê-lo torcer para que o objetivo de brilhar em Hollywood da dupla seja concretizado, mesmo que para isso eles tomem decisões ousadas pondo até sua amizade em risco. James está excelente na pele de Tommy, apresentando o diretor com todos os seus trejeitos e defeitos, mostrando seu lado mais divertido, íntimo e até mesmo descontrolado dentro dos bastidores da produção, o que acabou lhe rendendo um Globo de Ouro de Melhor Ator

Os bastidores e a produção do filme de Tommy são absurdamente hilárias e dramáticas, com um James Franco atuando de forma descontrolada em frente às câmeras fazendo jus a sua indicação ao Globo de Ouro.

Outro fator que torna “O Artista do Desastre” um ótimo filme é a maneira como a história pessoal da dupla é retratada, apresentando em certos momentos semelhanças com a história pessoal dos protagonistas. Ao final do filme é interessante ver como os personagens evoluíram durante a produção do longa e como apesar das suas diferenças eles conseguiram se entender e entregar algo que mesmo não obtendo o sucesso esperado por Tommy fosse satisfatório para eles mesmos tanto no aspecto pessoal quanto profissional.

A trilha sonora do filme é muito bem selecionada com músicas retratando o período entre 1998 e 2003 que é onde o longa se passa,que o faz ser mais cativante.

Resultado de imagem para disaster artist

O Artista do Desastre consegue ser mais do que só uma adaptação ou uma cinebiografia do pior filme já feito e de seu diretor, mostrando ao público que mesmo que tenhamos persistência em alcançar nossos objetivos e sonhos, as vezes é necessário reconhecer se realmente vale a pena se esforçar tanto por uma coisa que talvez não seja o que esperávamos. Durante os créditos há cenas bem divertidas e legais comparando o filme original com a produção de Franco, assim também como vemos outros nomes que não aparecem no longa, mas que estavam ali nos bastidores da produção já que o filme também conta com ótimas participações especiais de outros atores e diretores conhecidos pelo grande público.

Para título de curiosidade, confira o vídeo do canal Super 8 retratando o filme The Room:

Não é difícil encontrar o filme no Youtube, caso queira “conferir” a bizarrice.

 


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/fatal061/public_html/wp-content/themes/fatalerror/widget/related.php on line 85