Assassin’s Creed – Análise – Nem DLC salva esse filme!

Por

23 de jan de 2017 ás 01h47

nota

4

/ 10

Vamos falar hoje do filme Assassin’s Creed, lançado recentemente pela New Regency em parceria com a Ubisoft. Tentei ponderar sobre o que tinha de melhor no filme, mas infelizmente não tem muito o que elogiar. Comecemos pelos elogios então.

Toda a parte visual do filme é incrível, chega a ser melhor e mais agradável aos olhos do que o filme Warcraft (mesmo sendo propostas diferentes).
As roupagens dos Assassinos são extremamente fieis às dos games e o jeito dos Assassinos agirem é igualmente fidedigno à obra original.

O fato da história se passar na Espanha e ainda os atores falarem espanhol explodiu minha cabeça, achei extremamente interessante, a forma que o Credo agia, simplesmente de tirar o folego e Michael Fassbender está brilhando no filme.A forma que o “Bleeding Effect” é tratado aqui é melhor do que nos games, opinião minha claro.

Resultado de imagem para assassins creed filme

Mas os elogios terminam aqui…

Infelizmente, o que ao meu ver seria mais interessante, que é a parte da história de Aguilar e da Inquisição Espanhola, foi pouco explorado e o foco da história recai sobre Callum Lynch e não seu ancestral (coisa que, curiosamente, parecia que a UBISOFT tinha aprendido durante a trilogia Ezio).

Os diálogos longos e monótonos beiram a chatice e deixaram a mim e a minha esposa pescando de sono. Aliás esse é outro problema da história, a explicação do filme para quem é leigo aos jogos é bem superficial, como é o caso da minha companheira, coitada, a qual boiou em boa parte.

A história não despertou interesse algum em quem não era fã. Os vilões, que são os templários, são bem rasos. Sabe-se que eles querem a “Maçã do Eden”… Mas e dai?

A história não convence, mesmo que o enredo se passe no mesmo universo dos games, ficam incógnitas sobre o artefato, como pra que serve ou de onde vem, mais uma vez deixando de lado os não entendidos da saga.

Resultado de imagem para assassins creed filme

Como fã, queria muito dizer que o filme é maravilhoso, mas tem diversas falhas e me fez cansar da trama, o que é um grande pecado. Não interpretem como se eu quisesse um filme recheado de ação, mas a todo momento eles querem trabalhar o personagem principal e esquecem de explicar o restante da história, até mesmo contradizendo algumas coisas do game.

Já que a Ubisoft esteve presente na produção poderiam ter criado algo tão interessante quanto a história de Altaïr e Ézio, onde desenvolveram enredos maravilhosos focados principalmente nos antepassados e os acontecimentos históricos, algo que foi vendido no trailer, mas não entregue.

Imagem relacionada

Infelizmente a Ubisoft já tem histórico de vender o que não existe e não tem DLC para corrigir os problemas dessa vez. Quem sabe se der dinheiro (até o momento fez $203 milhões até o dia 23 de janeiro e o filme custou $125 milhões… pelo menos se pagou) uma continuação poderia trazer o que o primeiro filme não trouxe: Mais enredo sobre os Assassinos e todo rico background que o game, e o momento histórico escolhido, possuem.

E aí, viram o filme? Qual a opinião de vocês?

Assassin's Creed, Michael Fassbender, Ubisoft,